20 agosto, 2018

Siem Reap, Camboja - Um Fascínio Milenar


Podemos chamara este País por Camboja, Cambodja, ou em linguagem mais universal, Cambodia. Mas a verdade mesmo é que, chamemos-lhe nós como chamar, este é um País impar no mundo, com uma cultura milenar e um povo do mais simples e humilde que alguma vez podia imaginar existir, com paisagens e lugares de arrepiar, até ao viajante mais desinteressados.
 
 
 
Este foi sem duvida o melhor e mais impressionante destino que tive a oportunidade de conhecer. Em tudo havia algo fascinante, desde as pessoas, os lugares, até mesmo a confusão e o estado natural do seu modo de vida, no dia a dia, tendo uma precessão de que aqui ainda se vive num estado puro e natural de sociedade.
 
 
 
As pessoas, que no meio de tantas dificuldades e mesmo depois de tantas guerras, são sempre muito atenciosas e de sorriso na cara, as crianças a fazerem questão de te acenarem e sorrirem para as fotos, mesmo sem saber para que parte do Mundo elas vão de seguida.
 
 

 
 
A viagem para Siem Reap, foi extremamente fácil de se organizar, visto que fizemos a ligação direta de Bangkok para Siem Reap.
 
A ligação ficou a cargo da companhia aérea  THAI SMILE, onde fiquei extremamente satisfeito pelo serviço prestado.
 


A quando da chegada ao aeroporto é preciso bastante atenção ao procedimento do visto para entrar no Camboja, aconselhando desde já a ter atenção em levar uma foto tipo passe para entregar no aeroporto, caso contrário terás um custo adicional de 30$ dólares aproximadamente.

Depois disso até que é engraçado ver toda a linha de "montage" para te ser concedido o visto de entrada.
 
 
O teu passaporte passará aproximadamente por as mãos de 6/7 policias alfandegários onde para cada um ter a sua especialidade de analise dos elementos do passaporte, não satisfeitos ainda, terás que passar por mais um policia alfandegário onde esse irá atestar que o visto não é falsificado, a parte engraçada é que este guichê está do outro lado da sala onde te foi concedido o visto.
 
Agora que já te foi concedida a autorização para poder entrar no Camboja e já tens as tuas malas contigo, está na hora de te direcionares para o centro da cidade, e se já tens um hotel reservado, fala com eles, para que eles te garantam o transfere, uma vez que 90% para não dizer mesmo os 100% tem ao seu dispor um Tuk-Tuk, e estes é que vão fazer a ligação do aeroporto ao hotel ou do hotel ao aeroporto, alguns de forma gratuita outros a um preço muito mais atencioso por a parceria que têm com o alojamento sendo que é aqui que toda a aventura começa.
 
 
E digo que é aqui que toda a aventura começa, porque até o Tuk-Tuk é diferente dos que estás habituado a ver. Estes são uma espécie de atrelado, que está efetivamente atrelado a uma mota. Mas não é por isso que deixam de ter conforto igual, são é um pouco mais duros porque não tem amortecedores e à quantidade de buracos que existe nas estradas por vezes sentes com mais agressividade o impacto dos buracos. Engraçado é a decoração que fazem aos Tuk-Tuk, quase como uma competição de melhor enfeite de Tuk-Tuk.
 
 
No que diz respeito ao alojamento, no início da minha pesquisa, fiquei um pouco apreensivo, não pelos alojamentos em si mas por a ruas e suas envolventes. No entanto depois de lá chegar percebi que eram ruas normais, todas elas bastante movimentadas e sem qualquer problema ou insegurança.
 

Após uma pesquisa intensiva sobre o melhor hotel para ficar e estar bem acomodado, uma vez que iriamos lá estar uma semana e tinha que tentar garantir que pelo menos a estadia era de qualidade, encontrei aquele que se calhar me proporcionou a melhor estadia num hotel até hoje.
 
 

Fiquei hospedado no The Amazing Residence, sem duvida uma experiencia a repetir no caso de ter a oportunidade de visitar novamente Siem Reap. Tudo correu bem desde o momento da chegada até a hora da partida, a localização é perfeita, o Staff sempre extremamente atencioso e disponível para ajudar. O quarto, esse era digno de uma suite presidencial, espaçoso, bem decorado e bem equipado. O pequeno almoço bastante completo e com uma vista  soberba para a piscina, o melhor cenário possível para tirar fotos e fazer inveja a qualquer um pela ótima estadia que estás a ter.
 
 
É um hotel relativamente pequeno, mas que com todas as combinações que tem é o ideal para te fazer sentir no paraíso.
 
 
Com tudo isto deves de estar a pensar que é um hotel com um custo por estadia acima da média. Aqui é que tudo se torna ainda mais impressionante, porque na minha estadia com pequeno almoço incluído paguei apenas 158€ (seis noites).
 

 
Só para terem noção do quanto fiquei surpreendido desde o momento do Check-in, quando me acomodei no meu quarto, a primeira coisa que fui fazer foi confirmar no BOOKING o valor da minha reserva, porque depois de ver toda aquela introdução e receção, fiquei com a sensação de que me tinha engando a fazer a reserva, e o preço que tinha visto na reserva só poderia ser por dia e não para a semana toda.
 
Mas, no final, estava tudo certo e foi mesmo real.
Portanto se está a ponderar ir conhecer Siem Reap, aconselho vivamente esta hospedagem e certamente não te vais arrepender tal como eu não me arrependo.
 
Agora chegamos à parte em que possa eu dizer o que disser nada vai ser suficiente para poder descrever aquilo que podes ver nesta cidade, tirando o facto de que basicamente vais visitar templos e mais templos, cada um com uma história diferente, mas sempre com algo fascinante.
 
 
 
Sei que em outros Blogs ou dicas de viagem, normalmente aconselham a fazer a visita a Angkor, por tua conta e risco, permitindo assim seres tu a delimitar o teu tempo e o que queres visitar, alugando uma mota ou bicicleta e partires tu à aventura.
 
No entanto, o meu conselho é ligeiramente diferente. A quando do teu check-in pergunta aos senhores da receção se têm alguém com quem normalmente trabalham para poderem fazer de guia turístico durante a tua estadia, certamente que se vão logo disponibilizar para te ajudar e chamar alguém para te garantir esse género de serviço, tendo em média um custo de 15$ Dólares por dia.
 
 
Foi desta Forma que conheci o Mr. Mny o motorista que trabalha para o Hotel onde fiquei hospedado. Tendo sido ele o "responsável" por me mostrar e apresentar o que de melhor tinha para visitar em Siem Reap.
 
 
Além do que fui pagando ao Mr. Mny por cada dia de viagem tivemos também de comprar o Passe Turístico para entrar e visitar os templos milenares em Angkor World Heritage. Aqui tens a opção de comprar o passe para 1, 3 ou 7 dias. Seguindo o conselho do Mr. Mny comprei o passe de 3 dias porque nos dias restantes fomos visitar sítios onde o passe não era necessário e os 3 dias que tínhamos era suficientes para explorar Angkor no que de melhor tinha para oferecer.
 
 
O Passe Turístico tem o custo de 62$ Dólares, mas confesso que valeu por cada cêntimo. Prova disso são as próximas imagens que vos deixo, pois de nada serve eu estar para aqui a falar, quando não há palavras suficientes para descrever as maravilhas que fomos encontrando dia após dia…
 
ESPERO QUE GOSTEM, PORQUE EU ADOREI…
 




































 
Agora que já viram algumas das fotos que fui captando ao longo da minha viagem, acham que é necessário ou há palavras possíveis, para descrever ponto a ponto ou que é que realmente é interessante para visitar!?
 
Sem sombra para duvidas este foi de todas a melhor e mais agradável experiencia que alguma vez tive nas viagens que já fiz.
 
Aqui ainda se vive num estado natural e puro em que o próprio modo de vida, para mim já era algo fascinante…
 
 
Neste momento o meu maior desejo é poder voltar a repetir uma experiencia como esta, ficando agradecido por um dia ter conseguido viver pelo menos esta experiencia.