29 fevereiro, 2016

6 Razões Para Viajar Sozinho

Viajar sozinho pode parecer entediante, narcisismo, egoísmo e para os olhos de algumas pessoas triste. Desengane-se quem assim pensa pois é totalmente o oposto.




Se ainda estás com medo, ou cheio de desculpas, aqui estão os 6 principais motivos para o fazer pelo menos uma vez na vida.
 
1. Vais conhecer pessoas novas e incríveis proporcionando-te experiencias únicas.
 
Quero com isto dizer que quando viajas com um grupo de amigos ficas muito restrito a esse circulo, não permitindo novos conhecimentos por muito básicos que sejam (acontecimento mais comum).
Estás com a mente muito mais aberta e se alguém meter conversa contigo tu até vais deixar o dialogo desenrolar e partilhar as experiencias que te estão a acontecer nessa viagem e até partilhar outras experiencia, ao contrario de que acontece se estiveres em grupo.
Normalmente quem vai meter conversa, nem que seja inicialmente para um duvida básica, são outras pessoas que tal como tu também elas estão sozinhas a explorar o mundo.
 
2. O Sentimento de total liberdade.
 
Essa é uma das melhores partes. Quando estás a viajar sozinho tens a liberdade de ditar o teu tempo. Vai às cidades que desejas e visitas as atrações que te dão na "telha".
Já par não falar de que se quiseres andar até te doer o corpo andas ou se quiseres parar numa esplanada, nem que seja para apreciar o modo de vida dos nativos, paras.
Vais provavelmente mudar os teus planos com muita frequência conforme vais ouvindo falar desta ou daquela atração ou de uma ou outra experiencia que só este sitio te pode proporcionar.
 
 
3. Desafiar os teus medos.
 
Esqueça o mito de que viajar sozinho não é seguro como viajar acompanhado. A segurança está nas medidas e precauções que as pessoas tomam e não no fato de estarem ou não viajando com companhia.
É um grande desafio, especialmente se é a tua primeira experiência a viajar sozinho. É normal e perfeitamente humano, o medo existe para nossa própria proteção e impulsiona o nosso cuidado. Mas não devemos deixar que ele controle as nossas vidas, e tome conta das nossas decisões.
 
 
4. Autoconhecimento.
 
Viajar sozinho é testar seus próprios limites o tempo todo. Ser responsável por todas as decisões e atitudes, 24h por dia, pelo tempo que durar sua viagem, é um grande exercício de autoconhecimento. E, claro, por mais que a gente se relacione com muitas pessoas no dia-a-dia quando viaja sozinho, esse tipo de viagem é por essência uma experiência introspetiva, que nos dá tempo, entre um passeio e outro, para pensar na vida e ver as situações sob novo prisma cultural. Mudanças em suas prioridades, limites e atitudes a respeito das coisas da vida durante ou depois de uma viagem só podem surpreender a você mesmo.
 
5.  Tens a oportunidade de te reinventar e ser quem tu quiseres.
 
 
Quando viajando sozinho, podes deixar para trás aquele lado velho desanimado e cansado e começar a ser uma nova pessoa, explorar partes de sua personalidade com que você não se sente muito confortável ou familiar.
 
 
6. Podes finalmente tirar um tempo para deixar qualquer coisa para trás.
 
 Desligue-se do mundo por alguns momentos.
A maioria das vezes em que temos criatividade mais intensa ou que encontramos
soluções para todos os nossos problemas, na verdade, são aqueles momentos em que nos desligamos e paramos de nos preocuparmos.
Já tentas-te lembrar de algum nome, data ou coisa e simplesmente não conseguiste, e depois quando desistis-te de tentar, surgiu na ponta da língua?
Acontece o mesmo com as outras coisas na vida.
Às vezes, o nosso cérebro precisa de se livrar de velhos pensamentos para que possa dar espaço à criação de outros novos e melhores.
A dica é, desliga-te de tudo e ficarás impressionado com o quão fresca a mente estará quando voltares para casa.
 
Por isso arrisca e não te vais arrepender
 
Aproveita a vida sonhando em viajar e viajando para te libertar