12 maio, 2016

NUMA VIAGEM AO DESERTO


Foi uma viagem um tanto ao quanto atribulada e repleta de sentimentos mistos, no entanto não posso deixar de recomendar, pois vais viver uma experiência completamente diferente, onde irás conseguir ver coisas e paisagens que já mais te teriam passado por a cabeça ou imaginarias que algum dia ias ter oportunidade de ver. 

Mas como referi logo no inicio e tal como no dia a dia da vida de cada um, há trabalho e sacrifícios a fazer, ou neste caso há uma viagem a fazer, uma longa viagem por sinal.
O Tour em que participei, faz a viagem num mini bus que apesar de reunir boas condições, para chegar a Zagora necessitas de (+/-) 7 horas de viagem, mas não são seguidas, fazes algumas paragens durante o percurso. Paragens por sinal bastante interessantes e únicas, como por exemplo Ouarzazate (Ouarzazate é uma cidade do sul de Marrocos, apelidada popularmente de porta do deserto).


A Primeira paragem e talvez a paragem das paragens mais curtas que fizemos foi nas Cordilheiras do Atlas, a uma altitude de 2600 metros. Estas cordilheiras estendem-se ao longo de 2400 Km no noroeste da África, através de Marrocos, Argélia e Tunísia. Por isso dá para imaginar onde é que perdes maior parte do tempo da viagem.


Após mais alguns Km's finalmente chegamos a Ouarzazate, mas não o fim da viagem de ida.

Em Ouarzazate, foi-nos feita uma visita guiada à cidade antiga, local ainda moram cerca de 50 pessoas mantendo a cultura Berbere. Aqui sem duvida tem muito que ver/fotografar, por isso fica atento aos detalhes que lá são imensos (como vais poder perceber nas imagens que vou deixar). 

Esta era uma cidade de passagem para todos os viajantes e comerciantes que vinham do sul de África, agora é um dos cenário mais usados por realizadores de cinema de todo o mundo. Lá foram filmados algumas das cenas dos filmes como, Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo (2010), Asterix e Obelix - Missão Cleópatra (2002), Gladiador (2000), A Múmia (1999), entre muitos outros de renome mundial.




Depois de almoçar em Ouarzazate e terminar a visita, partimos mais uma vez, agora como destino final a entrada no deserto do Saará.
Aqui sim é que começas de facto a viver a verdadeira experiência. Primeiro com uma viagem de cerca de uma hora de camelo/dromedário, depois por ficares alojado num acampamento Berbere e ter uma pequena "festa" à noite por pessoas que seguem a tradição Berbere,podendo ainda ver o pôr e o nascer do sol no meio do deserto.


Agora após um madrugar para poder ver o Nascer do Sol (nós não tivemos essa oportunidade porque as condições meteorológicas não o permitiram), dá-mos inicio à viagem de regresso onde temos mais uma hora de viagem de camelo/dromedário à nossa espera e de seguida mais 7 horas de mini bus até chegar a Marrakech. No entanto tal como acontecera na viagem de ida, na viagem de volta também vamos fazendo algumas paragens quer para descansar da viagem quer para conhecer outras aldeias e cidades.




Depois de dois dias de viagens, experiências, conhecimentos e partilha chegamos finalmente a Marrakech.

É cansativo? - Sim é, mas valeu cada minuto e cada disparar da máquina fotográfica, pois vi e vivi uma experiência que era quase como um sonho que já mais teria ideia que se tornaria tão fácil  de realizar ou que algum dia o iria poder viver.

Aproveita a vida sonhando em viajar e viajando para te libertar