14 março, 2017

Marraquexe - A Cidade Vermelha

 Esta é a Viagem do "Era uma vez"...



A “cidade vermelha” de Marraquexe é um lugar mágico, repleto de mercados, jardins, palácios e mesquitas. Explorar os pátios íntimos e as vielas entrelaçadas da histórica Medina, pode muito facilmente ocupar-lhe um dia inteiro.
O que desde já te aconselho é fazeres um bom plano de viagem para que possas aproveitar tudo ao máximo, pois existem muitos tours interessantes para poderes fazer e que sem duvida não vais querer perder.

Vem Conhecer o que eu já tive a oportunidade de conhecer...


A VIAGEM:



Ao contrário do que em tempos acontecia tal como já referi no inicio, a Ryanair estabelecia ligações directas para Marraquexe provenientes do Porto, no entanto isso já alguns 2/3 anos que já não acontece, então tens como alternativa fazer ligação por Madrid, correndo o risco das ligações, uma vez que a Ryanair não garante nem cobre essa garantia, a menos que tenhas seguro com eles. Ou então tem ligação com a TAP fazendo escala em Lisboa ou logicamente como será perceptível tens ligação Directa de Lisboa, com a TAP também.


 ALOJAMENTO:

Como um dos mais importantes destinos turísticos de Marrocos, são muitas as opções de alojamento em Marraquexe. Poderá gozar de uma estadia confortável e tranquila num dos muitos hotéis da cidade ou mergulhar na atmosfera única das arábias hospedando-se num riad, a tradicional casa marroquina. Organizados à volta de pátios interiores, há riads para todos os gostos e carteiras!

Eu fiquei hospedado no Riad Dar Aby e de facto foi em tudo uma óptima experiência. A maneira de como fui recebido foi muito atenciosa e para não falar na simpatia dos proprietários que são os mesmos que fazem a recepção aos hospedes. Depois ainda tens a vantagem de conseguir no Riad fazer reservas para alguns tours sem correr o risco de ser burlado ou enganado. E a relação Qualidade preço está muito bem enquadrada e está situado bastante perto dos principais centros e pontos de visita.

Riad Dar Aby - Foto do Booking
TOUR A MARRAQUEXE:

Uma vez que o turismo e o comércio são as principais fontes de rendimentos dos marroquinos, não deve estranhar a insistência de muitos comerciantes que tentarão vender-lhe os seus produtos, em qualquer lugar e qualquer altura. Quando quiser comprar alguma lembrança, não se esqueça que a chave do sucesso em Marraquexe é apenas uma, regatear.





A melhor forma de explorar a Medina de Marraquexe é a pé. Mas se quiser deslocar-se para outras zonas da cidade, encontrará vários tipos de transportes públicos à sua disposição: autocarros, táxis e carruagens puxadas por cavalos.

  • PRINCIPAIS PONTOS DE INTERESSE 
Mesquita Koutoubia - Foto Turista Pé Descalço
Mesquita Koutoubia - Foto Turista Pé Descalço


A mesquita Cutubia ou Kutubiya é a maior mesquita e um dos monumentos mais representativos da cidade de Marraquexe. Próxima a Jamaa El Fna tem como característico os 69 metros de altura do Minarete. O seu nome significa "a dos livros", fazendo referência à grande biblioteca que abrigava e ao mercado livreiro que se desenvolveu na zona.
Jardim de Majorelle - Turista Pé Descalço
O Jardim Majorelle em Marraquexe é um dos lugares mais visitados em Marrocos. Levou quarenta anos para o pintor francês Jacques Majorelle (1886-1962) para criar com paixão, este lugar encantador, no coração da cidade vermelha.

Túmulos Saadi - Foto Turista Pé Descalço

Túmulos Saadi - Foto Turista Pé Descakçp
Túmulos saadianos é a designação de um mausoléu colectivo em Marraquexe onde estão sepultados cerca de 60 membros da dinastia saadiana, que reinou em Marrocos nos séculos XVI e XVII. O edifício foi construído durante o reinado de Ahmed al-Mansur.

Palácio da Bahia -  Foto Turista Pé Descalço

Palácio da Bahia -  Foto Turista Pé Descalço
Palácio cujo o nome significa o Favorito. Era utilizado para residência de Si Moussa que foi conselheiro do Sultão Sidi Mohammed ben Abder e depois pelo o seu filho Ba Ahmed e estava dividido em vários apartamentos que na sua altura diziam ser bastante luxuosos e onde se alojavam as suas mulheres. 

Ruinas do Palácio El Badi - Foto Turista Pé Descalço

Ruinas do Palácio El Badi - Foto Turista Pé Descalço
Embora em ruínas, hoje pouco mais resta que algumas paredes em pedra, a piscina, os túneis onde se encontrava a prisão e, uma torre à qual é possível subir a um terraço de onde se têm excelentes vistas sobre Marraquexe.

Ruinas do Palácio El Badi - Foto Turista Pé Descalço
SOUKS - Mercados Típicos

Selfie - Turista Pé Descalço
É em Marraquexe que se encontra o maior souk de Marrocos. Trata-se de um emaranhado de lojas de comércio tradicional que se espalham pelas ruas e ruelas pedonais da Medina, mais concretamente na zona norte da Jamaa El Fna.
Frutos Secos - Foto Turista Pé Descalço
É aqui que a cidade respira com mais intensidade, neste confuso emaranhado de ruas e ruelas pedonais onde coabitam mil e um ofícios. Considerados os mais exóticos e fascinantes mercados do Magrebe, os souks de Marraquexe vendem de tudo: nas bancas e lojas coloridas é possível encontrar especiarias, tecidos, tapetes, peles, calçado, joalharia e muito mais. Caso não resista ao apelo do consumo, não se esqueça que pode fazer compras em dirhams e até em euros, mas a verdadeira moeda local é a arte de regatear: o valor de uma mala de pele pode passar de 600 para 200 dirhams (cerca de €18) ou até menos.


TOUR AO DESERTO, Sabe mais aqui...
  • Cidade de Ouarzazate;
  • Viagem Diurna Grand Atlas;
  • Berber Walk;

GASTRONOMIA;


Poderá encontrar óptimos pratos nas bancas de comida de rua, por exemplo na praça Jamaa El Fna. Não receie comer nestas bancas de rua, como fazem os locais, deve evitar beber água da torneira, ou os sumos naturais, a menos que os veja ser feitos na hora.
 
Se passar, de manhã cedo, na zona da Koutoubia, poderá encontrar vendedores a fritar riifa, uma espécie de panquecas marroquinas. Experimente! Entre as bebidas, destacam-se os sumos naturais que os vendedores fazem nas bancas de rua, e os chás. Um dos mais populares é o chá de ginseng com canela e gengibre.
 
 
Um dos pratos típicos associados ao povo marroquino são os cous-cous, e em Marraquexe terá muitas oportunidades para os experimentar.
 
A harira é a sopa tradicional de Marrocos.
 
O touajen é um estufado de borrego ou frango, em escabeche.
 
 
PERIGOS DE MARRAQUEXE:



  • Taxistas;
Quanto aos taxistas, o melhor é pedir ao hotel/Riad para chamar um taxi confiável, ou então se quiser arriscar em tomar essa iniciativa sozinho não se esqueça de regatear bem o preço. E não se admire se durante o percurso da sua viagem o Sr taxista parar para apanhar mais alguém, pois eles fazem por habito de conjugar vários clientes que fiquem na mesma rota que a sua. Assim sempre rende mais a mesma viagem.

  • Caminhar na praça Djemaa el fn;
É um lugar que você tem que ver se passar por Marrakech, mas é onde os turistas viram presa fácil para todo o tipo de espertinho marroquino. Aqui a tativa é "andar sem olhar" e "olhar sem falar" se não conseguir conjugar essas duas tácticas vai ter sempre alguém a querer lhe cobrar algum dinheiro, ou pela foto, ou por o espectáculo que assistiu ou por todos o quais quer motivos

  • Negociar e regatear nas compras;
Aqui a questão é simples de resolver, nunca seja o primeiro a dar um preço, seja inocente e diga que não tem noção do valor, e atire sempre pelo menos para 50% do valor por o comerciante.
  • GPS do Povo Local;
O GPS a que me refiro é a tentativa simpática e prestável dos cidadãos locais em te tentar indicar os caminhos, sabendo primeiro de onde és e qual o motivo da tua visita. Depois encaminham ao engano sei lá bem para onde, onde vais cair num bairro para que te possam extorquir a maior quantidade possível de dinheiro, nem que seja para apenas te deixem sair de onde estás. A minha sugestão é fazer de conta que não percebes mesmo nada do que estão a dizer e não falas língua nenhuma, acenando a dizer que não apenas com a mão.
Isto foi um pouco da minha experiência em Marraquex, e sem duvida de que foi uma óptima experiência, sem qualquer sobressalto ou perigo. Espero que tenha sido util e tenha assim argumentos para te ter convencido a partires em viagem.

Se tiveres alguma duvida estarei sempre disponível para tentar esclarecer.
 
Aproveita a vida sonhando em viajar e viajando para te libertar